Temperaturas baixas e mudanças de hábitos alimentares

Temperaturas baixas e mudanças de hábitos alimentares

Conheça alguns cuidados alimentares no inverno e garanta uma boa imunidade.


Sou tão fácil de me adequar a diferentes estações do ano, a novos lugares, a novos hábitos, novos hábitos alimentares, falo isso pelas viagens quando fazemos para outros países com essa mudança de diferentes “perfis”. Porém, com a idade tenho percebido algumas barreiras com relação a dores e outros limites impostos pelo próprio corpo.

Sabemos que durante os períodos mais frios o nosso organismo necessita de mais energia para equilibrar a temperatura interna corporal, por isso sentimos a necessidade de comer alimentos mais calóricos e é aí que acabamos ganhando alguns quilos a mais!

Durante as estações mais frias também ocorre uma maior tendência ao sedentarismo que, somado à ingestão de alimentos mais gordurosos e calóricos, podem colaborar para o desequilíbrio no balanço energético, levando ao ganho de peso.

Conclusão, passamos a consumir mais calorias do que gastamos e assim a balança acaba por registrar uns quilinhos a mais ao final do inverno.

De acordo com publicação da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO), a melhor forma de evitar o aumento de peso durante o inverno é manter a rotina alimentar nas refeições principais e reduzir a ingestão de alimentos mais calóricos para apenas duas vezes na semana.

Por isso é preciso continuar atento aos alimentos que consumimos durante o inverno, seja para não exagerar no olho grande e consumir comidas altamente calóricas, seja para garantir uma boa imunidade para combater doenças sazonais que costumam atacar nessa época do ano.

Como minha melhor expertise é gastronomia, vou apenas anotar alguns lembretes que conhecemos, mas sem deixar algumas receitas gostosas!

Cuidados na alimentação no inverno

Água – Para começar, alguns cuidados na alimentação durante o inverno precisam estar presentes, como oconsumo de água adequado. A sugestão é a garrafa de água acompanhar você o dia todo para que tenha noção do consumo exato da quantidade, principalmente quando a pessoa em questão é idosa, ou que esteja próximo de você, seja da família ou das redes de amizade. Importante estar atento!

Frutas – As frutas frescas são fontes importantes de vitaminas e antioxidantes, que fortalecem o sistema imunológico.

Vegetais – Importante apostar nos vegetais, como alho poró, escarola, aspargos, abóbora de diferentes naturezas. Isso garante valor nutricional de fibras muito especial e a sua diversidade de sopas e caldos, tornam-se surpreendentes. Faça em casa ou compre de alguém que utilize ingredientes frescos, de preferência orgânicos e naturais. Atenção para os carboidratos na receita, ou seja, se for usar batata, por exemplo, dispense a massa da sopa.

Pão integral – As sopas e caldos costumam pedir pão ou torradas para acompanhar. Que tal consumir pão integral, inclusive hoje há uma grande variedade de pães: com mais fibras, sem lactose, sem glúten etc

Chás – Beba chá natural e diversifique os sabores, aproveite cascas e folhas de frutas. As especiarias também dão sabores únicos quando aproveitadas como blends e diferentes misturas.  Use sua criatividade!  Assim também a água, habitue-se a saborizá-la com especiarias ou frutas frescas. Continue com a sua garrafinha de água por perto com ou sem especiarias! Aqui, em nosso blog, você encontra muitas sugestões.

Agora vamos às receitas!

Chocolate quente, com gema de ovo

Ingredientes
600ml de leite
100g de chocolate meio amargo ou amaro
2 gemas peneiradas (ovos orgânicos) ou gema desidratada
1 pedaço de vagem de baunilha ou em gotas 3 a 5 gotinhas
Canela ou outra especiaria, se gostar
Obs: se gostar mais doce, bata tâmaras com leite. É uma delicia! 

Não perca nenhuma notícia!

Receba cada matéria diretamente no seu e-mail assinando a newsletter diária!

Modo de Preparo
1- Em uma panela coloque o leite e a fava para aquecer e, quando ferver,
2- Junte o chocolate em barra, picado, e deixe derreter.
3-  Reserve um pouco do leite quente e coloque, aos poucos, na gema que foi peneirada e bata bem.
4- Junte a gema batida no leite que está fervendo, bata ou misture por um minuto.
5- Sirva quente e se quiser coloque canela ou chocolate em pó crocante (ovomaltine). Para mim são memórias de criança…

Cha de maçãs com gengibre

Ingredientes
4 maçãs médias cortadas
1 pedaço pequeno de gengibre (referência: 1 colher de sopa)
1 pau pequeno de canela
1 litro de água filtrada ou mineral

Modo de Preparo
– Lave as maçãs e corte-as com casca em pedaços médios, retirando o miolo com os caroços.
– Junte a canela e o gengibre em uma panela com água e, quando ferver, deixe em fogo baixo até que a água fique macia.
– Desligue o fogo, coe os resíduos e, para extrair o máximo da infusão, esprema (amasse bem) os pedaços de maçã.  
– Depois é só servir bem quentinho
Sugestão: para desfrutar dos aromas de cada ingrediente não coloque açúcar.

Caldo precioso para sopas

Segue uma sugestão de caldo base bem nutritivo, mas se você for vegetariana(o) não coloque carne, apenas vegetais e as especiarias que gostar. O caldo é fundamental para a sopa, com arroz ou macarrão, que pode variar e vira uma nova sugestão no cardápio! Aproveite nossa receita!

Ingredientes
200 gramas de cenoura
700g de frango (ossos do peito, peito de frango)
200 gramas de macarrão a sua escolha ou mais a quantidade desejada
5 litros de água
400 g de músculo bovino
30 gramas de salsa (ou salsinha)
100 gramas de salsão
20 gramas de tomilho fresco
2 folhas de louro
40 gramas de alho
300 gramas de cebola branca
200 gramas de tomate
50 gramas de queijo parmesão ralado
40 gramas de cebolinha (francesa ou cebolete), a metade deixe para finalizar
Obs: Se gostar e tiver 200g de alho poró.


Modo de preparo
– Faça  o caldo (brodo).
– Em 5 litros de água coloque para ferver a cenoura, o salsão, o tomate, a cebola branca, o alho, o louro, o tomilho, a salsa, as carcaças e o músculo.
– Deixe ferver, fogo baixo por de 45 minutos a 1 hora, até os legumes ficarem muito macios, mas ainda inteiros.
– Retire ocasionalmente a espuma que se formar na superfície.
– Coe  por duas vezes até o caldo ficar bem claro, para utilizá-lo.
– Ferva com o capeletti, ou a massa (fresca ou seca) escolhida.
– Deixe o queijo parmesão na mesa para quem gostar se servir.
– Salpique cebolinhas verdes ao servir.
– Sirva em um prato fundo aquecido, meu pai gostava de colocar alguns vegetais em pedaços com a massa.
Essa sugestão é apenas um caldo base versátil, com alimentos frescos e de preferência orgânicos para sua boa imunidade!

Fotos: arquivo pessoal


Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni - Doutora em Educação (PUC-SP), Mestre em Gerontologia Social (PUC-SP) e Pós-Graduada em Hotelaria e Eventos pelo Senac SP. É fundadora e Diretora Pedagógica da Escola de Gastronomia Sabor & Saber. Atua como docente, educadora alimentar, pesquisadora, escritora e palestrante. É avó de 7 netos e uma eterna aprendiz. E-mail: [email protected]. Site: www.saboresabergastronomia.com.br. Facebook Sabor & Saber Gastronomia. Instagram: saboresabergastronomia

Compartilhe:

Avatar do Autor

Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni - Doutora em Educação (PUC-SP), Mestre em Gerontologia Social (PUC-SP) e Pós-Graduada em Hotelaria e Eventos pelo Senac SP. É fundadora e Diretora Pedagógica da Escola de Gastronomia Sabor & Saber. Atua como docente, educadora alimentar, pesquisadora, escritora e palestrante. É avó de 7 netos e uma eterna aprendiz. E-mail: [email protected]. Site: www.saboresabergastronomia.com.br. Facebook Sabor & Saber Gastronomia. Instagram: saboresabergastronomia

Ana Maria Ruiz Tomazoni escreveu 43 posts

Veja todos os posts de Ana Maria Ruiz Tomazoni
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.

LinkedIn
Share
WhatsApp
Follow by Email
RSS