Livro “Envelhecer com Futuro” traz resultados de pesquisas acadêmicas

Livro “Envelhecer com Futuro” traz resultados de pesquisas acadêmicas

Livro, disponível gratuitamente, teve apoio do Itaú Viver Mais e Portal do Envelhecimento.

Por Anna Fontes e Beltrina Côrte (*)


O livro Envelhecer com futuro é resultado de pesquisas selecionadas pelo Edital Acadêmico de Pesquisa, fomentadas pelo Itaú Viver Mais e o Portal do Envelhecimento e Longeviver, como forma de investimento social vindo da iniciativa privada e voltado à promoção da pesquisa acadêmica em tema de grande relevância coletiva.

Esse projeto nasceu em outubro de 2021, durante a pandemia, quando assistíamos à agonia da ciência nacional no centro do debate. Fomentar a pesquisa na área do envelhecimento é preciso! A obra traz relatos de pesquisa sobre: superendividamento, violência financeira, mobilidade urbana, fluência digital, informações na internet, pensamento computacional, apropriação e inclusão digital.

O Edital (edição 2021) selecionou nove projetos acadêmicos de caráter interdisciplinar, todos coordenados por mulheres de diferentes idades, diversas formações e distintas regiões do país. Poderíamos até ensaiar e dizer que a obra demonstra uma feminização de conhecimento sobre envelhecimento. A produção de conhecimento tem fundamental importância na construção de caminhos que promovam a proteção dos direitos humanos e o envelhecimento ativo.

Os leitores acompanharão os diagnósticos situacionais e os caminhos que as pesquisadoras indicam quanto à Segurança de acesso a bens e serviços, Saúde financeira e segurança de internet, e Educação digital e segurança das informações na rede, linhas de pesquisa que orientaram essa edição do Edital. Baseadas na proteção dos direitos humanos e política do envelhecimento ativo.

O livro está organizado em três partes, por linhas de pesquisa, consideradas relevantes à integração da academia e da sociedade sobre o envelhecimento, que permitirão enfrentar as transições demográficas, epidemiológicas e organizacionais que se processam de forma acelerada no país:

A Parte 1 trata da linha de pesquisa saúde financeira e segurança de internet,que visava salientar os cuidados com a perda econômica na velhice, gestão do dinheiro, gastos, empréstimos, poupanças e investimentos. Controle de endividamento, prevenção à violência patrimonial e a golpes financeiros. Temas presentes nos capítulos desenvolvidos pelas pesquisadoras Anelise Crippa Silva e Camila Alen Porto, que discorrem sobre “Superendividamento de idosos: atendimentos realizados em um Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da região Sul do Brasil’. A “Violência financeira contra idosos e dependência afetiva: percepções pós-Covid-19” étratada por Cassiana Regina Leindecker, Jaqueline Pauluci Bosio e Regiane da Silva Macuch. Na continuidade ao tema que aflige vários idosos, Simone da Cunha Tourino Barros, Fabrícia Vellasquez Paiva, Lorraine Fonseca Andrade da Silva, Rita do Nascimento Silvestre Dantas e Rosilene Araújo Costa escrevem o capítulo “Violência financeira contra os trabalhadores envelhecidos no Estado do Rio de Janeiro: reflexões sobre suas determinações e possíveis respostas de enfrentamento”.

A Parte 2, sobre a segurança de acesso a bens e serviços, visando tratar de  deslocamentos, transportes, acesso a moradias, trabalho, negócios e serviços, soluções de mobilidades, ambiências, influência dessas condições na interação social e no bom envelhecer, é composta pelos capítulos: “A mobilidade urbana e os entroncamentos da vida: os rebatimentos dos deslocamentos feitos por trabalhadoras domésticas, em grandes centros urbanos, no processo de envelhecimento e na vivência da velhice”, escrito porAmanda dos Santos Lemos. Em seguida, Alda Abrahão Faiad de Moura e Eduarda Rezende Freitas apresentam as “Vivências de passageiros idosos da Capital Federal e entorno no transporte público urbano”. E encerra com o capítulo “Relatos de pesquisa: fluência digital e a construção do aplicativo DICA60+ para idosos no Pará”, de Elaide Martins, Camila de Andrade Simões, Heloá Pontes Maués, Wanderson Alexandre da Silva Quinto, Emilly Vitória Pinto Melo, Flaviane Marcia Lima dos Anjos e Renato Daniel da Cruz Santos.

Recebe as últimas notícias!

Não perca nenhuma notícia, receba cada matéria diretamente no seu e-mail!

Na Parte 3 há os resultados das pesquisas selecionadas na linha de pesquisa educação digital e segurança das informações na rede, abrangendo temas como alfabetização digital, letramento digital, fluência digital, potenciais da internet, habilidades digitais, estratégias de identificação de desinformação e de avaliação de conteúdos disponíveis, e segurança das informações disponíveis. Temas presentes no capítulo “Compreensão de informações sobre saúde na internet – desafios enfrentados por pessoas idosas”, dos pesquisadores Gisele Garcia Zanca, Sabrine Amaral Martins Townsend, Josefina de Paula Moura, Fabiane Petean Soares de Lima, Rodrigo Jorge Salles e Karina Gramani-Say. Outro assunto presente trata do “Pensamento computacional como base para o letramento digital e desenvolvimento cognitivo da pessoa idosa”,por Andressa Kroeff Pires, Clarissa Bezerra de Melo Pereira Nunes, Marcos Vinícius de Lima Miranda e Isabel Dillmann Nunes. Para encerrar, Cintia Liesenberg apresenta “Abordagens nas mídias sobre apropriação e inclusão digital por pessoas idosas”.

O livro Envelhecer com futuro – ao disponibilizar gratuitamente conhecimentos produzidos por pesquisadores que se debruçaram sobre o futuro de todos nós a partir de recursos privados que custearam suas pesquisas -, indicam a importância desses recursos a fim de se compreender as razões e consequências das desigualdades sociais e seus impactos nas velhices diversas e subsidiar a formulação de políticas públicas.  

capa de livro verde e laranja escrito envelhecer com futuro

Serviço
Envelhecer com Futuro
Organizadoras: Anna Fontes e Beltrina Côrte
Editora: Portal Edições
Ano: 2023
e-book gratuito: https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/novo/produto/envelhecer-com-futuro-vol-1/

(*) Anna Fontes – Pós-graduanda em Direitos Humanos, Responsabilidade Social e Cidadania Global pela PUCRS. Atualmente gerindo o Itaú Viver Mais, associação sem fins lucrativos do Banco Itaú, focada no envelhecimento populacional. E Beltrina Côrte – Jornalista, CEO do Portal do Envelhecimento e Longeviver. E-mail: [email protected]


Atualizado às 9h48

curso antroposofia

Portal do Envelhecimento

Compartilhe:

Avatar do Autor

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento escreveu 4206 posts

Veja todos os posts de Portal do Envelhecimento
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.

LinkedIn
Share
WhatsApp
Email

Descubra mais sobre Portal do Envelhecimento e Longeviver

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading