“Memórias de Permanência”, promovido pelo MPCE, mostra cotidiano de ILPIs

“Memórias de Permanência”, promovido pelo MPCE, mostra cotidiano de ILPIs

Exposição “Memórias de Permanência” apresenta ILPIs como espaço de proteção, convivência, acolhimento e cuidado fornecido às pessoas idosas.


Pela primeira vez, o Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (Caocidadania), realiza a exposição “Memórias de Permanência” em três cidades ao mesmo tempo. Realizada em parceria com a Associação Cearense Pró-Idoso (Acepi) e com apoio da Comissão de Defesa dos Direitos Fundamentais (CDDF) do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), a mostra foi aberta no último dia 24 de outubro, na sede do CNMP em Brasília, e chega à Fortaleza no dia 1° de novembro. A partir do dia 7 de novembro, a exposição também poderá ser vista no município de Tauá.

A exposição “Memórias de Permanência” conta com registros da vida das pessoas idosas que moram em Instituições de Longa Permanência (ILPs) no estado do Ceará. As festas, as atividades artísticas e o cotidiano dos residentes foram fotografados por funcionários e colaboradores das próprias instituições, e apresentam o espaço de proteção, convivência, acolhimento e cuidado fornecido às pessoas idosas pelas ILPIs.

A ação, que já contou com várias edições, integra as atividades do MPCE para celebrar os 20 anos do Estatuto da Pessoa Idosa. Em Fortaleza, a exposição acontece no hall da Biblioteca da Universidade de Fortaleza (Unifor) e seguirá em exibição até o dia 15 de dezembro. Já em Tauá, a mostra será aberta à visitação do dia 07 a 30 de novembro, no Centro de Educação, Ciências e Tecnologia da Região dos Inhamuns (CECITEC/UECE). O evento é gratuito e aberto ao público.

Não perca nenhuma notícia!

Receba cada matéria diretamente no seu e-mail assinando a newsletter diária!

Serviço
Exposição “Memórias de Permanência”
Brasília
 – de 24/10 a 24/11, de 9h às 12h (andar semienterrado do Conselho Nacional do Ministério Público)
Fortaleza – De 01/11 a 15/12, de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h55, e aos sábados, das 8h às 16h25 ( Hall da Biblioteca da UNIFOR – Av. Washington Soares, 1321, Edson Queiroz)
Tauá – De 07/11 a 30/11, 7h30 às 11h30 (Centro de Educação, Ciências e Tecnologia da Região dos Inhamuns (CECITEC/UECE)
Aberto ao Público
Entrada Gratuita

Fotos: divulgação

AMPID

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência – AMPID tem atuação em âmbito nacional desde o ano de 2004 e contribui para o diálogo social e a promoção dos interesses dos idosos e pessoas com deficiência. Site: http://www.ampid.org.br/

Compartilhe:

Avatar do Autor

AMPID

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência – AMPID tem atuação em âmbito nacional desde o ano de 2004 e contribui para o diálogo social e a promoção dos interesses dos idosos e pessoas com deficiência. Site: http://www.ampid.org.br/

AMPID escreveu 56 posts

Veja todos os posts de AMPID
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.

LinkedIn
Share
WhatsApp
Email