Conhecer um Centro-dia é conhecer mais da vida

Conhecer um Centro-dia é conhecer mais da vida

O Centro Dia ativou questionamentos que hão de ser eternos… Idosos já não passam mais despercebidos do meu lado.

Por Maria Eduarda Tucci Fasciani (*)


O que é um Centro-dia?

Foi a primeira pergunta que me fiz nas aulas.

De todas as fantasias criadas em minha cabeça, a realidade foi escancarada nas visitas e suas peculiaridades.

Ao adentrar nesse contato, me deparei com a velhice como nunca antes.

A velhice de perto mesmo.

A velhice da Maria Flor quando me diz que não enxerga direito mais, do Evaldo que mal expressa uma palavra, do Omar que se irritava com a companheira da atividade que era mais velha que ele, da Carina que conversar é o hobby preferido (mesmo que repita uma coisa várias vezes), ou mesmo da Angélica que pintar as unhas é o compromisso da semana.

Registro de atividades propostas Atividade de comemoração ao dia dos meninos no Japão

As fisioterapias, aulas de kung fu, a musicoterapia, e as diversas atividades que vi, falavam muito além de seus objetivos.

Revelaram as limitações dos idosos, as suas histórias de vida, aspectos culturais[1], suas individualidades.

Relevaram minhas próprias dificuldades de lidar com essa realidade.

Receba as últimas notícias!

Não perca nossas principais notícias e notícias que você precisa saber todos os dias em sua sua caiza de entrada.

Como é envelhecer?

A vida muda muito?

Eu mudo?

Idosos já não passam mais despercebidos do meu lado.

O Centro Dia ativou questionamentos que hão de ser eternos… até quando eu for.

Nota
[1] A maioria dos idosos assistidos na instituição são de origem oriental.

(*) Maria Eduarda Tucci Fasciani – Crônica do estágio de 3o ano – 1o Sem 2023, do Curso de Psicologia, Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde – FACHS-PUC-SP, sob a supervisão da Profa. Dra. Ruth G. da C. Lopes na disciplina Estágio Básico I na turma VE52. Estágio foi realizado por seis semanas no Centro Dia (Angels4U) – nas unidades Saúde e Butantã, instituição com propósito de auxiliar e estimular os idosos de modo mais ativo e confortável possível. Normalmente atende uma população que a família não dá conta de suprir todas as necessidades emocionais e rotineiras. Os nomes mencionados são fictícios. E-mail: [email protected]

Fotos: Divulgação


Portal do Envelhecimento

Compartilhe:

Avatar do Autor

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento escreveu 4184 posts

Veja todos os posts de Portal do Envelhecimento
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.