A Laserterapia na reabilitação da deglutição de pessoas idosas

A Laserterapia na reabilitação da deglutição de pessoas idosas

Muitas são as técnicas para a reabilitação fonoaudiológica às pessoas idosas com disfagia. Porém, uma das mais abordadas é o recurso da Laserterapia

por Natalia Concolato e Pedro Luis Garcia Braga (*)


Ao longo do processo de envelhecimento ocorrem muitas alterações no organismo. Dentre elas, a dinâmica da deglutição que podemos chamar de Presbifagia. Quando a pessoa idosa apresenta alguns sinais, como recusa alimentar seletiva, lentificação ou rapidez durante o período das refeições, emagrecimento sem causa aparente, muitas pneumonias de repetição, muitos casos de refluxo sem históricos anterior, tosses e engasgos (tanto com saliva quanto com a alimentação), ela pode estar desenvolvendo disfagia.

Disfagia é toda e qualquer alteração que ocorre durante a dinâmica relacionada à deglutição, seja de uma simples tosse até uma asfixia. A Disfagia como causa primária, pode provir da Presbifagia.  O tratamento requer uma equipe multidisciplinar formada por médicos, fisioterapeutas, educadores físicos, psicólogos, nutricionistas e fonoaudiólogos, entre outros. Contudo, o profissional capacitado por lei a avaliar, prevenir e reabilitar qualquer alteração na dinâmica da deglutição é o fonoaudiólogo.

Muitas são as técnicas para a reabilitação fonoaudiológica às pessoas idosas com disfagia. Porém, uma das mais abordadas é o recurso da Laserterapia. A Laserterapia é uma radiação, com fonte de luz e um comprimento de onda específico. Na fonoaudiologia esse recurso é de baixa frequência e pode ser utilizado com propriedades bioestimuladoras e biomoduladoras. Na modalidade vermelho e infravermelho.

Fotos: arquivo pessoal

Para Disfagia em pessoas idosas, o laser vermelho tem ação anti – inflamatória e antimicrobiana. Com o laser infravermelho, podemos posicionar nas regiões musculares afetadas e trabalhar exercícios fonoaudiológicos junto, o que garante uma boa eficácia do recurso. Na modalidade ILIB, a aplicação é feita com uma pulseira (ilib) que direciona a radiação do laser para a artéria radial. O objetivo dessa terapia é combater radicais livres e o envelhecimento cutâneo, celular e tecidual.  Ou seja, na fonoaudiologia, quando pensamos no recurso da Laserterapia, podem ser utilizadas várias modalidades para melhorar os impactos dos efeitos do envelhecimento.

Receba as últimas notícias!

Não perca nossas principais notícias e notícias que você precisa saber todos os dias em sua sua caiza de entrada.

A  Laserterapia é um dos recursos mais sofisticados, modernos e com resultados quase que imediatos. Quando associamos a laserterapia com a terapia fonoaudiológica a pessoas idosas que apresentam Disfagia, o resultado é quase que imediato. Além de ser um recurso de fácil adesão e que se adapta muito bem em situações de pessoas idosas acamadas, por exemplo, sem interação.

(*) Natalia Concolato Viana – Fonoaudióloga pela UFRJ. Especialista em Fonoaudiologia Hospitalar e mestranda em psicogerontologia pelo Instituto Educatie. Laserterapeuta. E-mail: [email protected] .
Pedro Luis Garcia Braga – Doutor em Neurociências pela UNIFESP

Foto destaque de Rdne Stock project/pexels.

Atualizado dia 18/09 às 11h46


Portal do Envelhecimento

Compartilhe:

Avatar do Autor

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento escreveu 4184 posts

Veja todos os posts de Portal do Envelhecimento
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.