Web Summit 2022 – fonte de conhecimento e inovação da Europa

Noam Chomsky, linguista, filósofo e ativista, 93 anos, declarou: “A minha preocupação é a de que os sistemas não distinguem o que é o mundo real do que não é o mundo real”.


Criada por Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey, a Web Summit promove aprofundado debate sobre as questões de interesse mundial, em inúmeros aspectos como tecnologia, política, sustentabilidade, música, moda, esportes, turismo, saúde, economia da longevidade e inovação. Desde 2016 é realizada na região do Parque das Nações, em Lisboa/Portugal, e se manterá na capital portuguesa até 2028. Apresento síntese de algumas apresentações que assisti e vídeos contendo um pouco desta conferência sobre o futuro.

Na inauguração da edição de 2022, Paddy Cosgrave abriu a aguardada conferência saudando cidadãos de todo o planeta, interessados em acompanhar o panorama atual e as tendências mais relevantes em tecnologia, inovação e business.

A Web Summit 2022 contou com mais de 71 mil participantes que circularam no Altice Arena e em todos os 5 pavilhões da Feira Internacional de Lisboa (FIL), todos eles preparados para receberem as 2.630 startups e empresas, 1.120 investidores, 342 parceiros de 94 países e 1.040 oradores, os quais se apresentaram em quase 20 palcos lá instalados. A imprensa de todo o planeta lá estava presente totalizando mais de 2 mil integrantes no corpo de mídia, do qual fiz parte pela quinta vez.

Fábrica de Unicórnios em Lisboa

Comemorando a concretização de seus projetos anunciados na WS 2021, Carlos Moedas, presidente da Câmara Municipal de Lisboa discursou convidando os milhares de participantes para virem empreender em Lisboa: “Venham para Lisboa. São vocês que vão mudar o mundo, quero que transformem a cidade num lugar onde o impossível encontra o possível”.

Relembrou os seus planos anunciados quando foi eleito, e que já se concretizaram como transportes públicos grátis para jovens e idosos, um plano de saúde grátis para maiores de 65 anos, e a ideia mais “ridicularizada” de todas, nas palavras do próprio presidente: a Fábrica de Unicórnios.

Por sua vez, o Ministro da Economia e do Mar, Antonio Costa Silva, anunciou que o Governo vai lançar um pacote de 90 milhões de euros para apoiar 3.000 startups que desenvolvam modelos de negócio digitais “amigos” do ambiente, nos próximos quatro anos. O apoio será atribuído por meio de ‘vouchers’ (vales) “digitais e verdes”.

O projeto da fábrica de unicórnios tem ainda previsto um programa de soft landing, visando atrair empresas de tecnologia para se instalarem em Lisboa. O programa vai ter o apoio de 30 empresas parceiras e 20 investidores, e “vai começar com oito milhões de euros”, revelou Carlos Moedas. Ao investimento público, junta-se o financiamento do setor privado, de empresas como a Google, Galp, Delta, PwC, Fidelidade, Cuatrecasas, BPI.

Os “Uber Files” e as más práticas da multinacional

c, denunciante dos “Uber Files”, divulgou mais de 124 mil documentos, entre eles mensagens, ao periódico britânico The Guardian, com o objetivo de expor práticas irregulares e antiéticas da multinacional Uber. Ele trabalhou durante anos para a Uber, na Europa, África e Médio Oriente, e provou que a Uber teve ao longo dos anos várias atitudes ilegais, enganou a polícia e ainda incentivou violência entre taxistas.

Recebe as últimas notícias!

Não perca nenhuma notícia, receba cada matéria diretamente no seu e-mail!

Junte-se a 89 outros assinantes

Os governos estão perdendo a batalha para regular as grandes empresas de tecnologia e os membros da empresa devem avançar para expor “maçãs podres” no setor, de acordo com o denunciante da Uber.

Em anos anteriores o evento contou com outros denunciantes, tais como: Frances Haugen em 2021, que denunciou documentos do Facebook, Edward Snowden em 2019, antigo operacional da NSA o qual divulgou o método de espionagem ilegal dos Estados Unidos perante a população.

Previsão: morte atribuível à Inteligência Artificial

“Prevejo que 2023 seja o ano da primeira morte atribuível à Inteligência Artificial”, disse Noam Chomsky, linguista, filósofo e ativista. Tanto ele quanto Gary Marcus, cientista de inteligência artificial na Universidade de Nova Iorque, mostraram uma visão crítica sobre certas tecnologias, que ameaçam subverter o processo democrático. Chomsky, de 93 anos, declarou: “A minha preocupação é a de que os sistemas não distinguem o que é o mundo real do que não é o mundo real”.

Gary Marcus, por sua vez, declarou que os sistemas até acertam de vez em quando, mas o problema ainda são os casos em que não têm um contributo correto. Segundo ele, “A Inteligência Artificial vai por maus caminhos. Pode ter boa engenharia, mas é má ciência. Pode ajudar a transcrever, mas não nos ajuda a compreender o que nos rodeia. Como não tem modelos do mundo, mente indiscriminadamente. Não o faz propositadamente e por maldade, mas assim produz desinformação.”

Por fim, destaco ainda que durante o encerramento, o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, citando a pandemia, a guerra que vivenciamos na Europa e uma crise socioeconômica a surgir em todo o mundo, pediu à comunidade científico-tecnológica para se unir em torno de cinco eixos: “Temos de ter paz, temos de reconstruir a Ucrânia, temos de recuperar as imensas economias e sociedades que sofrem com a inflação, temos de acelerar a transição energética e nunca, nunca, nunca esquecer a ação climática.”

Vídeos com trechos da web summit
Dia 1 – Abertura https://youtu.be/n-UgUYodWgA
Dia 2 – https://youtu.be/xWIwDU-aypI
Dia 3 – https://youtu.be/YIC0cURSl50
Dia 4 – Encerramento – https://youtu.be


https://edicoes.portaldoenvelhecimento.com.br/produto/mini-curso-online-introducao-ao-acompanhamento-terapeutico-no-envelhecimento/

Silvia Triboni

Repórter, Advogada com MBA em Gestão Pública pela FGV, residente em Lisboa, Portugal, 64 anos. Criou o projeto Across the Seven Seas, cujo objetivo é o desenvolvimento do protagonismo sênior. É palestrante e membro da rede internacional Aging2.0. Faz parte da Consultoria Longevida, especializada na área do envelhecimento. Empreendedora, levou para a nação lusitana o curso brasileiro Repórter 60+ Portugal.

Compartilhe:

Avatar do Autor

Silvia Triboni

Repórter, Advogada com MBA em Gestão Pública pela FGV, residente em Lisboa, Portugal, 64 anos. Criou o projeto Across the Seven Seas, cujo objetivo é o desenvolvimento do protagonismo sênior. É palestrante e membro da rede internacional Aging2.0. Faz parte da Consultoria Longevida, especializada na área do envelhecimento. Empreendedora, levou para a nação lusitana o curso brasileiro Repórter 60+ Portugal.

Silvia Triboni escreveu 24 posts

Veja todos os posts de Silvia Triboni
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.

Descubra mais sobre Portal do Envelhecimento e Longeviver

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading