Imunidade reforçada com caldos ou sopas no pão

Imunidade reforçada com caldos ou sopas no pão

A culinária enriquece e auxilia nosso corpo em relação à nossa imunidade nas diferentes estações do ano, principalmente em temperaturas mais baixas


Em noites frias, que tal aliar saúde e culinária para encher os olhos e a alma?! A culinária enriquece e auxilia nosso corpo em relação à nossa imunidade nas diferentes estações do ano, principalmente nos períodos com temperaturas mais baixas. Por isso, nesta publicação, sugerimos caldos, ou sopas, em pães de milho ou italiano, com ingredientes frescos, orgânicos, ricos em fibras e vitaminas para manter o sistema imunológico fortalecido.

Buscar diretamente em uma horta ou plantar seus temperinhos faz a diferença nos sabores finais, assim como as técnicas de preparo. Por exemplo: um bom caldo base para o preparo com vegetais variados, pode ser feito com ossos bovinos ou frango ou peixe; esta é a forma de iniciarmos, com os segredos nutricionais de saúde!

Mas para aproveitar e facilitar a vida, o melhor é fazer uma quantidade maior e congelar. Para isso, além de receitas, veja como congelar e descongelar a seguir:

Inove e surpreenda:  sirva no pão

Ao invés de servirmos em pratos ou tigelas, que tal servir dentro de pães de milho, pão francês ou, no melhor, no pão italiano? Fica lindo, fácil e surpreendente!  Mas precisaremos observar algumas regras. Servir bem quente, sempre com auxílio do forno. Receitas comfort food, ou seja, pratos que despertam emoções através do paladar. Comida é como um abraço que nos aquece e traz boas lembranças, principalmente de família, com muito carinho.

Apresentamos também algumas boas sugestões para decoração e acompanhamentos servidos à parte, como: cebolinha picada em aneizinhos, bacon crocante, pimenta dedo de moça picada, salsa picadinha, coentro apenas as folhas, sementes (gergelim, linhaça etc.), frutas oleaginosas (castanhas, caju, baru…) queijo ralado, entre outros, a gosto.  

Como mestre em Gerontologia, registro e reforço alguns chavões que já conhecemos, principalmente para melhorar a imunidade, e que merecem ser lembrados principalmente para pessoas 60+

1) Como está seu consumo diário de água? Fique atento.

2) Consumo de alimentos naturais, como legumes e verduras, fazem parte da alimentação diária? Você consome hortaliças orgânicas?

3) Comida industrializada pronta congelada, salgadinhos e biscoitos devem fazer parte da lista de alimentos a serem evitados no cardápio semanal, principalmente dos mais velhos. Cuidado, reduza o consumo de alimentos altamente processados.

4) Sempre que possível prepare seu próprio alimento. Coma em casa com mais frequência. Compartilhe refeições com a família, amigos e outras pessoas.

5) Registrei na dissertação de meu mestrado, em 2009, a importância de refeições à mesa, em um ambiente propício para o almoço ou jantar, comendo com a companhia das pessoas mais queridas. Conversas agradáveis, portanto, com TV, computador e celulares desligados. Evite se distrair com outros meios de comunicação. Infelizmente, passados tantos anos da minha escrita, observo que essa ‘distração’ está a cada dia mais presente em todas as refeições dos lares brasileiros.

6) Durante as refeições, preferencialmente beba água. Troque o refrigerante e as bebidas ricas em açúcares por um copo de água mineral.

7) O consumo diário de hortaliças e frutas deve ser priorizado no cardápio; assim como cereais integrais como aveia, arroz integral e quinoa.

8) Os grãos e leguminosas como lentilha, feijão, grão de bico e ervilha são indicados para o dia a dia.

9) Cuidado com sódio. O sal, precisamos estar vigilantes e trocá-lo por ervas

frescas e especiarias para maior sabor dos pratos.

10) Por fim, opte por fontes de gordura boas, como abacate, azeite de oliva, peixes ricos em ômega 3 e sementes.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), a longevidade de uma pessoa depende apenas 30% da genética. Ou seja, para viver mais e melhor, o que influencia em maior peso é o estilo de vida que a pessoa leva e como cuida da própria saúde. Isso significa que é importante ter, desde cedo, uma rotina saudável.

RECEITAS

Sopa de espinafre e palmito

Ingredientes
– 2 Dentes de alho picado  
– ½ cebola picada
– 1 Maço de espinafre grande fresco (orgânico) ou 300 gramas ou 1 embalagem de espinafre fatiado congelado
– 4 Xícaras de chá de leite ou leite vegetal ou caldo caseiro (para os intolerantes a lactose.
– 3 colheres de sopa de manteiga
– 4 colheres de sopa de farinha de trigo
– Sal e Noz-moscada ralada na hora a gosto
– 1 vidro (250g) de palmito
– Pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de Preparo
1-  Em uma panela coloque 1 colher de sopa de manteiga, frite o alho picado e junte o espinafre descongelado ou natural já higienizado e picadinho. Refogue e reserve.

2- Como observação: espinafre congeldo: descongele no microondas o espinafre por 3 a 4 minutos, em potência alta ou na tecla automática descongelar. Refogue e reserve.

3- Na mesma panela, do refogado, coloque o restante da manteiga (2 colheres), derreta e junte a farinha e mexa bem por 2 minutos aproximadamente.

4- Adicione o leite aos poucos e mexa com um batedor de arame para não empelotar.

Receba as últimas notícias!

Não perca nossas principais notícias e notícias que você precisa saber todos os dias em sua sua caiza de entrada.

5-  Tempere com noz-moscada e sal, cozinhe até engrossar, mexendo por cerca de 10 minutos.

6- Acrescente o espinafre refogado e mexa.  Espere engrossar.

7-Junte o palmito picadinho, tempere com sal, pimenta e noz moscada a seu gosto. Cozinhe em fogo médio, por mais 10 minutos.

8- Sirva dentro de pães individuais, pré-preparados e assados

Para servir a sopa
De 6 a 8 pães individuais médios italianos ou de milho tipo mini broa.

Preparo dos pães
Pães médios tipo italiano, pão francês casca grossa ou de milho. Tire a tampa, aperte todo o miolo dentro do pão e leve para dourar, pois ficará bem crocante e firme ao servir:
– Cortar a parte de cima do pão, tipo tampa
– Retirar ou apertar o miolo
– Assar 180°C por 15 minutos
– Colocar a sopa quente e voltar para o forno
Sirva bem quente!

Creme de mandioquinha, cenoura e alho poró, decorado com frango desfiado

Ingredientes 
– ½  kg de peito de frango e 1 carcaça de frango
– 4 dentes de alho descascados
– ½ cebola picada
– 1 colher de café de mix de pimenta moída na hora
– 1 colher de café de sal
– Azeite de oliva para regar
– 1 colher de café de curry em pó
– 1 colher de noz moscada ralada
– 1 colher de café de açafrão da terra ralado
– 4 mandioquinhas (batata salsa)
– 1 cenoura grande
– 1 Alho poró
– 1 litro de caldo de legumes ou de frango caseiro
– Salsinha e cebolinhas verdes picadas

Opcional: Queijo ralado parmesão!

Caldo de legumes caseiro
– 1 ½ litro de água filtrada
– ½ peito de frango picado e/ ou 1 carcaça de frango
– Alho poro, cenoura, tomate, cebola, alho e salsão

Modo de Preparo
1- Em uma panela, coloque o curry e deixe dourar, exalar todos os aromas; só então coloque o azeite e a cebola, o alho, e deixe refogar.

2- Junte o alho picado, o tomate, o frango e continue refogando.

3- Junte os legumes, a mandioquinha picada, a cenoura picada e o caldo caseiro. Tampe e deixe cozer. Pode usar a panela de pressão por 15 minutos.

4 – Deixe esfriar. Retire o frango. Bata com mix ou no liquidificador o caldo com vegetais.

5-  Ao servir coloque o frango desfiado em cima

6- Se gostar, coloque queijo parmesão e anéis de ceboletes verdes!

Servir dentro de pão individual de milho, pão francês casca dura ou de pão italiano.

Fotos: Sabor&Saber Gastronomia


Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni - Doutora em Educação (PUC-SP), Mestre em Gerontologia Social (PUC-SP) e Pós-Graduada em Hotelaria e Eventos pelo Senac SP. É fundadora e Diretora Pedagógica da Escola de Gastronomia Sabor & Saber. Atua como docente, educadora alimentar, pesquisadora, escritora e palestrante. É avó de 7 netos e uma eterna aprendiz. E-mail: [email protected]. Site: www.saboresabergastronomia.com.br. Facebook Sabor & Saber Gastronomia. Instagram: saboresabergastronomia

Compartilhe:

Avatar do Autor

Ana Maria Ruiz Tomazoni

Ana Maria Ruiz Tomazoni - Doutora em Educação (PUC-SP), Mestre em Gerontologia Social (PUC-SP) e Pós-Graduada em Hotelaria e Eventos pelo Senac SP. É fundadora e Diretora Pedagógica da Escola de Gastronomia Sabor & Saber. Atua como docente, educadora alimentar, pesquisadora, escritora e palestrante. É avó de 7 netos e uma eterna aprendiz. E-mail: [email protected]. Site: www.saboresabergastronomia.com.br. Facebook Sabor & Saber Gastronomia. Instagram: saboresabergastronomia

Ana Maria Ruiz Tomazoni escreveu 38 posts

Veja todos os posts de Ana Maria Ruiz Tomazoni
Comentários

Os comentários dos leitores não refletem a opinião do Portal do Envelhecimento e Longeviver.